REVISÃO DE TEXTOS

Deixe um comentário com o seu e-mail em uma das postagens do blog para mais informações sobre revisão de textos!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Projeto de Leitura - Prática de ensino.

Oi, pessoal!!

Quero apresentar a vocês nosso Projeto de Leitura e Prática de Ensino. O projeto faz parte do conteúdo da grade do curso de Licenciatura em Letras. Corresponde a 50 horas; desde a escolha do material até a apresentação do projeto em sala de aula.

Confiram!

Projeto de Leitura

Objetivo
           Incentivar a leitura em crianças em fase de alfabetização ou já alfabetizadas, a fim de desenvolver os comportamentos leitores e o gosto pela leitura.

Desenvolvimento
            Este projeto foi desenvolvido para ser apresentado no Colégio FAMARI – Educação infantil – Ensino fundamental – Ensino Médio, em Santo André.
            Foi escolhido o livro da escritora Ruth Rocha - “No caminho de Alvinho tinha uma pedra”. O título é uma intertextualidade com o famoso poema de Carlos Drummond de Andrade “No meio do caminho”. A leitura do livro de Ruth Rocha foi feita aos alunos de primeira e segunda séries do ensino fundamental, em sala de aula. A história foi contada seguindo as regras de entonação de fala entre os diálogos. Ao fim da leitura, perguntas foram feitas aos alunos com o objetivo de obter as impressões das crianças diante do texto, estimulando-as também a aprender a ouvir o que os colegas têm a dizer, e que houvesse interação. Foram perguntas do tipo: Quem gostou da história? Qual parte da história você mais gostou? Depois disso, foram distribuídos aos alunos, livrinhos com clássicos da literatura, como “Sete anões”, “Cinderela”, “A bela e a fera”, “O patinho feio”, entre outros, sugerindo que, após a leitura, as crianças trocassem seus livros com os colegas, incentivando a interação entre o grupo, e incentivando também a troca de ideias a respeito das histórias. Houve a preocupação em separar os livros com temas para meninos e para meninas. O livro de Ruth Rocha foi deixado disponível na biblioteca da escola, para que os alunos possam lê-lo quando quiserem.

Justificativa
            A escola tem um papel fundamental para garantir o contato com os livros desde a primeira infância: encantar-se com ilustrações e começar a descobrir as letras.
            Mesmo antes de aprender a ler, as crianças devem ter contato com a literatura, e, ao ver um adulto lendo, ao ouvir uma história contada por ele, ao observar as rimas, os pequenos começam a se interessar pelo mundo das palavras.
            Em entrevista à revista Nova Escola, da editora Abril, em edição especial de número 18, Ruth Rocha, quando perguntada sobre o que acha do estímulo à leitura por meio de atividades lúdicas, responde que concorda, “desde que as propostas sejam desenvolvidas com inteligência e não transmitam a ideia de que a folia  o divertimento têm um papel maior do que a própria leitura. Além disso, os professores deveriam ler os livros antes de indicá-los aos alunos.

Resultado
            O resultado obtido nesse projeto alcançou o objetivo. As crianças demonstraram uma reação muito positiva à história contada, participaram por comentar as histórias que mais gostam de ler e sentiram-se motivadas a ler e trocar entre elas os livrinhos que ganharam.

Conclusão
            Conclui-se que projetos de leitura são, na verdade, fundamentais para alunos do curso de Letras, tendo em vista que existe a oportunidade de estar em sala de aula, ganhado experiência por vivenciar comportamentos dos alunos e suas reações. Como educadores, devemos ter engajamento em incentivar a leituras e formar cidadãos não apenas alfabetizados, mas sim, letrados, com capacidade não apenas de ler, mas também de desenvolver opinião sobre assuntos no decorrer da vida escolar ou secular.




Projeto elaborado por Mônica Lima Falsarella, Marilene Alves e Evandro Correia.



4 comentários:

Um projeto maravilhoso e muito importante, parabéns. Beijos

Obrigada, Arnoldo!!

Boa semana pra você!

Beijo

Perfeito!

Hoje percebo o quanto esse tipo de iniciativa fez falta na minha infância, o que fez com que atrassasse o meu gosto pela leitura.

Parabéns.

Olá, André!

Muito obrigada! =)

Eu também não conheci a Literatura durante a minha infância, e até sentia inveja de quem contava de trás pra frente fábulas como Cinderela, A Bela Adormecida, entre outras. Depois de adulta, até conheci as histórias, mas sem a mesma "magia". Letrar, diferentemente de alfabetizar, mas tão importante quanto, tem sido o maior objetivo e desafio dos educadores. Diminuir índices de analfabetismo no país é louvável, mas formar cidadãos críticos, capazes de interpretar textos e formadores de opinião, faz com que a Educação faça ainda mais sentido, e estamos lutando por isso.

Sua presença é sempre muito bem-vinda!

Obrigada,

Beijo

Mônica

Postar um comentário

Faça uma blogueira feliz: Comente!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More